fbpx

O mercado de trabalho para a Geração Z

Há uma nova geração a chegar ao mercado de trabalho: a Geração Z.

Será a primeira vez que quatro gerações diferentes (Boomers, Geração X, Millennials e Geração Z) se cruzam, simultaneamente, compõem uma parte significativa da força de trabalho, mas afinal quem são, que características apresentam e o que é que esperam do mercado laboral as pessoas pertencentes à Geração Z?

Ao longo deste artigo vamos tentar dar resposta a estas e outras perguntas.

Características da Geração Z?

Geração Z é a definição sociológica para a geração de pessoas nascidas entre a segunda metade dos anos 90 até ao início do ano 2010.

Este conjunto de pessoas são a personificação do conceito de “nativos digitais, isto é, alguém que cresceu imersa no mundo digital.

Eles são os primeiros a adoptar tendências, ignoraram completamente a TV e as rádios tradicionais em favor do YouTube e dos serviços de streaming, adoptam rapidamente as últimas tendências online e estão na vanguarda da cultura da Internet.

São, também, a geração mais qualificada e diversificada em termos raciais e culturais da história, o que acaba por moldar não só a sua visão do mundo, como a forma como abordam o trabalho com pessoas que parecem diferentes de si próprias.

O que é que valoriza a Geração Z na sua carreira profissional?

Os estudos apontam que o enriquecimento profissional é um dos fatores mais valorizados por estes jovens, cada vez mais sedentos por novos desafios profissionais, e que procuram marcar uma posição e ter um impacto positivo na sociedade.

Por isso, não é de estranhar que quando a pergunta encalha em que características estes jovens mais prezam numa empresa, as respostas apontem a contribuição de forma positiva para a sociedade/marcar a diferença, a inovação, a produção de produtos e serviços de grande qualidade e a aposta na melhoria das competências dos seus colaboradores.

Quando estas condicionantes não se cumprem e a elas se juntam a estagnação profissional, a falta de reconhecimento e o surgimento de uma oferta de emprego com um salário superior, as pessoas da Geração Z são lestas a darem um outro rumo à sua carreira profissional.

Em grande medida, isto deve-se à sua grande independência, especialmente quando se trata de desenvolver a sua carreira, sendo, por isso mesmo, muito orientados para o cumprimento de objectivos, o que os leva a adoptarem um caminho muito directo para conseguirem o que querem.

Profissões mais procuradas pela Geração Z´

Apesar de se concentrarem em alcançar empregos tradicionais e quererem trabalhar em menos empresas diferentes como anuncia um estudo da Hays, no que toca às profissões mais procuradas por estes jovens o digital surge, sem surpresas, nas primeiras posições.

Profissões ligadas às Tecnologias de Informação, à análise de Big Data (tratamento e análise de um grande volume de dados provenientes das interações na Internet), ao Marketing Digital, à Programação e empregos ligados às Energias renováveis ou Energias alternativas, são as mais procuradas opções de carreira para os jovens da Geração Z.


Like it? Share with your friends!