fbpx

Qual matrioska, à medida que a pandemia de Covid-19 se estende no tempo vai revelando novos problemas. Um deles é a saúde mental e, em especial, a saúde mental no teletrabalho.

Fruto das medidas de contenção, milhares de trabalhadores viram-se obrigados a transitar para o regime laboral de teletrabalho. Para além de todos os fatores associados ao receio de infeção, quem passou a trabalhar a partir de casa depara-se com a difícil tarefa de conjugar produtividade com a vida familiar e pessoal.

Se a tudo isto somarmos o elevado número de horas de trabalho diário ou a falta do contacto de proximidade entre colegas de trabalho, verifica-se que o aumento do risco de stress, ansiedade, depressão, ou até mesmo burnout, está a crescer entre quem está em teletrabalho.

Apesar de ser difícil contabilizar o número de pessoas em teletrabalho que experienciaram ou estão a experienciar este tipo de problemas psicológicos, as 6,5 milhões de embalagens de antidepressivos vendidas nos primeiros oito meses de 2020 (+5% do que em igual período de 2019) dão-nos uma clara ideia de que a saúde mental não deve ser negligenciável.

A deterioração da saúde mental é um processo gradual que, a não ser parado, pode, como referimos, dar origem a quadros de depressão, ansiedade ou burnout. Por isso, mais do que tudo, é importante estar atento a estes sinais:

Sinais típicos de stress no teletrabalho

  1. a) Sintomas físicos:

– cansaço;

– aperto no peito;

– indigestão;

– dor de cabeça;

– dores musculoesqueléticas;

– alterações do apetite, peso, sono e da vigília.

  1. b) Sintomas psicológicos:

– irritabilidade;

– ansiedade;

– indecisão;

– desmotivação;

– dificuldades de concentração;

– isolamento ou agressividade;

– alterações do humor;

– alterações nas funções executivas com dificuldades em tomar decisões, bem como diminuição da capacidade para o trabalho.

Dicas para ajuda-lo a reduzir a probabilidade de problemas de saúde mental em teletrabalho

Trabalhar a partir de casa permite cumprir as recomendações da DGS, protegendo a nossa saúde e a saúde de todos e, simultaneamente, manter as organizações e a sociedade em funcionamento com as devidas limitações durante este período de crise. No entanto, impõe também um conjunto de desafios, exigências e necessidades de adaptação.

No sentido de facilitar o ajustamento a novas rotinas de trabalho e reduzir a probabilidade de desenvolvimento de problemas de Saúde Psicológica, sugerimos que:

  • Reconheça as dificuldades de adaptação ao regime de trabalho a partir de casa /teletrabalho;
  • Saiba que é natural sentir-se stressado, cansado, frustrado e sobrecarregado;
  • Aceite e compreenda que a produtividade em regime de trabalho a partir de casa/ teletrabalho não é igual à produtividade em regime presencial;
  • Reorganize as suas tarefas;
  • Estabeleça e cumpra objetivos e limites;
  • Planeie um ritual simples para começar e terminar o seu dia de trabalho;
  • Respeite os momentos de pausa e a necessidade de autocuidado;
  • Não se isole, reforce o contacto com colegas;
  • Valorize o seu trabalho.

Linhas e literatura de apoio à saúde mental

Apesar destas dicas o poderem ajudar na promoção de uma boa saúde mental em teletrabalho, ser resiliente numa situação tão extraordinária quanto esta é não é tarefa fácil e depende de fatores tão diversos como os traços de personalidade, as relações sociofamiliares e, como não podia deixar de ser, as respostas institucionais,

Se sente que está a ter dificuldades em gerir a sua situação, pode encontrar respostas para a sua inquietude nestas linhas telefónicas e literatura:

  1. a) Linha de Aconselhamento Psicológico no SNS 24 – Ordem dos Psicólogos Portugueses
  2. b) Psicólogos | Formação e Desenvolvimento profissional – Ordem dos Psicólogos Portugueses
  3. c) Guia de Sobrevivência para Pais – ISPA – Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
  4. d) WHO – World Health Organization
  5. e) Ideias com História – Criação e produção de materiais pedagógicos, nomeadamente jogos, livros, cadernos de atividades ou kits.
  6. f) ONU – Organização Nações Unidas
  7. g) OIT – Organização Internacional do Trabalho
  8. h) Livro digital ilustrado – Comité Permanente Interagências (IASC) para a Saúde Mental e Apoio Psicossocial em Emergências Humanitárias (ONU)

Para além destes serviços, em caso de urgência poderá contactar a linha de emergência 112.


Like it? Share with your friends!