fbpx

Este é, provavelmente, o Santo Graal de profissionais e empresas. Ao contrário do que se possa pensar, não são apenas as áreas artistas que precisam de criatividade como de pão para a boca.

A inovação e o desenvolvimento das organizações dependem em larga escala de ideias refrescantes que as coloquem um passo à frente das concorrentes, por isso, pensar “fora da caixa” não é apenas uma necessidade, mas uma exigência.

Porém, há dias em que parece que a fonte da criatividade seca e a inspiração parece um sonho distante. É perfeitamente normal, ninguém está no seu melhor todos os dias e com a volátil criatividade muito menos, mas existem algumas estratégias que você ou a sua empresa podem seguir para dar como terminados estes bloqueios.

Técnicas para estimular a criatividade

Brainstorming

Muito utilizado em áreas criativas como a publicidade, o brainstorming é uma das técnicas mais conhecidas e mais eficazes, especialmente se precisa de respostas criativas para “consumo imediato”.

Em termos simples, o brainstorming consiste em verter tudo o que vem à mente não descartando nenhuma ideia por mais absurda que possa parecer à primeira vista. Desta fase de “ideias em bruto” passa-se a um rigoroso processo de refinação até chegar ao conceito ideal.

As sessões de brainstorming são constituídas por uma fase de abertura, fase de produção de ideias, eliminação de ideias e, por fim, o registo das ideias finais com as respetivas prioridades e formas de implementação.

Incentive a proatividade

Pessoas proativas são também mais criativas, por isso deve valorizar quem melhor trabalha na sua empresa.

Promova o trabalho em equipa

Através do incentivo do trabalho em equipa e do estímulo para que cada um dê o seu contributo sem “amarras”, irá conseguir aumentar a gestação de ideias que ajudaram a sua empresa a prosseguir o caminho da inovação.

Maximizar o trabalhão em equipa significa praticar a comunicação em rede e incentivar a cooperação entre os membros. Daqui nasce muitas vezes a ideia genial para um projeto, ou pelo menos a troca de dicas e impressões que, num segundo momento, podem constituir-se em ideias interessantes.

Mantenha um ambiente de trabalho “amigo da criatividade”

Para além de fomentar uma boa relação entre os seus colaboradores, pense em criar um espaço dentro da empresa onde estes possam dar assas à sua criatividade.Esse espaço deve ser confortável, de preferência ter as paredes cor de laranja (cor mais estimulante para a criatividade) e livros, vídeos, fotos e jogos que estimulem a imaginação.

Altere os seus hábitos

Faça uma pequena mudança nos seus hábitos diários e, caso lidere uma empresa, peça o mesmo aos seus colaboradores. O objetivo desta técnica de estímulo da criatividade é fazer com que a mente desperte para uma outra realidade passando a ver o mundo de outra forma.

Esta mudança na rotina pode passar por coisas tão simples como correr diariamente, passar a ir de transportes públicos para o emprego ou passear os cães.

7×7

Não é uma simples operação de multiplicação, 7×7 é uma técnica de criatividade que passa por pegar num grande número de ideias (não estruturadas e reunidas num papel) em relação a uma meta definida com ao objetivo de gizar cenários relevantes e estratégias inovadoras para o negócio ou até mesmo para a sua vida pessoal.

Posteriormente, faz-se uma selecção e ordenamento lógico de todas as ideias e parte-se para uma análise que deve obedecer a estes critérios:

  • Agrupar as ideias semelhantes;
  • Eliminar as ideias inúteis ou não exequíveis;
  • Alterar ideias, acrescentando elementos relevantes;
  • Separar as ideias que não adequadas no momento, mas que ainda se mantenham relevantes para o objetivo final;
  • Rever as ideias já ordenadas para ver se outras são geradas;
  • Dividir as ideias em 7 grupos, com base na sua semelhança ou afinidade;
  • Ordenar as ideias principais, por ordem decrescente de utilidade ou de importância, e colocá-las em 7 linhas de uma matriz;
  • Atribuir um título a cada uma das 7 colunas que reflita a ideia principal;
  • Ordenar as colunas, colocando a mais importante ou a mais urgente à esquerda.

Técnica do mapa mental

Para além de muito útil na gestão de informações e conhecimento, esta técnica assume particular relevo como forma de eliminar bloqueios e dar liberdade total à mente.

Pegue numa folha de papel e escreva o problema em questão no centro. De seguida, desenhe diversas linhas a partir dela, escrevendo no extremo de cada linha uma diferente palavra-chave.

Depois estabeleça conexões aleatórias entre cada uma das ideias, e acabe o exercício analisando cada uma das combinações criadas. O objetivo final será conseguir obter diferentes ideias a partir de cada uma das palavras-chave.