fbpx

Um estágio internacional é uma experiência em contexto real de trabalho num outro país durante ou depois de acabada a formação superior é mais do que uma aventura, é uma oportunidade única que permitirá a um jovem não só melhorar as suas competências linguísticas, interculturais e em matéria de comunicação, mas também adquirir competências transversais altamente valorizadas pelos empregadores e reforçar o seu espírito empreendedor.

Apesar de ser difícil deixar família e amigos para traz, uma experiência de estágio internacional pode ser de extrema importância para que o jovem licenciado/mestrado/doutorado confirme as suas próprias escolhas. Este primeiro impacto com o mercado de trabalho levá-lo-á a perceber se as suas expectativas em relação à sua área de formação correspondem àquilo que tem que fazer na prática.

Vantagens de um estágio internacional

• Empregabilidade

A primeira grande vantagem de fazer um estágio internacional é a potenciação da empregabilidade.

A realização de estágios no estrangeiro permite provar ao recrutador que não tem medo de arriscar e que é perfeitamente capaz de se adaptar a um ambiente diferente. Isto é um fator diferenciador no seu currículo.

Caso queira optar por uma carreira internacional, ao realizar um bom trabalho durante o estágio a empresa onde realizou o estágio poderá querer recrutá-lo a qualquer momento, convidá-lo para um projeto ou até enviar referências suas para outra empresa.

• Testar capacidades

A formação académica dá-nos uma forte bagagem teórica, mas será que estamos prontos para levar à prática aquilo que aprendemos? A realização de um estágio, para mais em contexto internacional, funciona como um verdadeiro teste permitindo que faça uma auto-avaliação do seu desempenho e dos conhecimentos adquiridos.

Em termos estritamente pessoais, sair da zona de conforto levá-lo-á a descobrir capacidades que julgava não possuir e a fomentar a sua flexibilidade e adaptabilidade a diferentes ambientes.

• Network

Ao concretizar um estágio num outro país terá a possibilidade de alargar a sua rede de contactos, especialmente os profissionais. Para além de poder vir a ser proveitoso caso queira vir a prosseguir uma carreira no exterior, esta rede de contactos internacionais pode vir a ser uma mais-valia em processos de recrutamento em Portugal, pois significarão que levou a cabo um bom trabalho no seu estágio.

• Idioma

Num mundo cada vez mais globalizado, falar mais do que uma língua reveste-se de grande importância. Através da realização de um estágio no estrangeiro terá oportunidade de melhorar a sua proficiência linguística em ambiente profissional.

Estágios Internacionais disponíveis

Quer realizar um estágio internacional, mas não sabe como fazer para se candidatar ou por onde começar a procurar? Não se preocupe, é mais fácil do que imagina.

Para além de instituições supra-nacionais como a ONU, a União Europeia ou a NATO, diversas ONG (Organizações não Governamentais) como a Greenpeace e empresas multinacionais como a Nestlé ou a Bosch disponibilizam programas e bolsas de estágio que são facilmente encontrados através de uma busca nas plataformas online dessas organizações.

Apesar de aparentemente simples, o processo de candidatura tem algumas componentes burocráticas que podem ser algo complicadas. Por esta razão, muitos jovens optam por procurar programas de estágio que lhes fornecem todo o apoio nesta área. Esse é o caso do Inov Contacto, da AIESEC e, em especial, do programa Erasmus +. Estes programas organizados irão tentar encontrar a posição e empresa ideais para cada candidato, além de os ajudarem com os procedimentos burocráticos necessários. Ao contrário do que acontece se os jovens se candidatarem espontaneamente a um estágio na Comissão Europeia ou numa qualquer empresa.

Para além da pesquisa e da parte burocrática, antes de começar um estágio o jovem deve:

– Decidir o tipo de estágio que procura. Os estágios para estudantes ocorrem normalmente durante o verão. Por vezes, há programas de estágio disponíveis durante o primeiro ou segundo semestres, contudo, apenas em regime parcial. Já os programas de estágio para licenciados implicam trabalho a tempo inteiro e estão disponíveis em qualquer altura do ano.

– Decidir se está disposto a aceitar um estágio não remunerado ou se precisa de um estágio pago. Os programas de estágio internacionais remunerados são obviamente mais populares, contudo, o número de vagas oferecidas é limitado. Em certos países os estágios pagos não são tão comuns e para conseguir remuneração poderá ter de procurar uma bolsa de estágio independente.

– Qualquer que seja o tipo de estágio escolhido, no ato de candidatura, o jovem terá de apresentar uma série de documentos oficiais (cartão de cidadão, diplomas, etc.). Todo este processo de candidatura e inscrição poderá levar algum tempo pelo que é aconselhável que comece a recolher os documentos necessários o mais cedo possível.

– A não ser que no país de acolhimento se fale a mesma língua, terá de traduzir a maioria dos documentos oficiais. Infelizmente as traduções oficiais podem ser dispendiosas e morosas. Certifique-se de que escolhe um tradutor certificado e de que junta todas as assinaturas e carimbos necessários.

– Lembre-se, caso o estágio decorra num país fora do espaço Schengen, poderá ter a necessidade de possuir um passaporte ou requerer um visto para poder viajar, bem como obter uma licença de permanência.

Dentro da União Europeia, basta apenas o cartão de cidadão e o cartão europeu de saúde. Deverá, contudo, reportar a sua morada às autoridades locais e à embaixada de Portugal assim que possível. Uma vez que se irás mudar para trabalhar e terá documentos que comprovam o seu estágio, este procedimento não deve ser complicado.


Like it? Share with your friends!