fbpx

Considera-se inteligente? De que tipo? Conheça aqui os diferentes tipos de inteligência.

A pergunta não é, como à primeira vista possa parecer, descabida.

No início da década de 1980, uma equipa de investigadores da Universidade de Harvard, liderada pelo psicólogo Howard Gardner, chegou à conclusão: os diferentes tipos de inteligência podem ser variados.

Este grupo de investigadores afirmou então, que o conceito tradicional de inteligência, definido pela psicometria (testes de QI), não era suficiente para descrever a grande variedade de habilidades cognitivas humanas.

Assim nascia a teoria das inteligências múltiplas.

De forma sintética, esta teoria defende que, por exemplo, quem tem um maior domínio da matemática não significa que seja automaticamente mais inteligente do que alguém que não possua essa faculdade.

Na prática, isto significa que uma pessoa que leva mais tempo para dominar uma multiplicação simples:

a) pode aprender melhor a multiplicar através de uma abordagem diferente;

b) pode ser excelente num campo fora da matemática;

c) pode compreender o processo de multiplicação a um nível profundo.

Quais são os diferentes tipos de inteligência?

Quando foi enunciada, esta teoria descrevia sete tipos de inteligência nos seres humanos: lógica matemática, linguística, musical, espacial, corporal-cinestésica, intrapessoal e interpessoal.

Anos mais tarde, esta lista cresceu com a adição das inteligências do tipo naturalista e existencial.

Eis os nove tipos de inteligência:

• Lógica matemática

As pessoas que perfilham deste tipo de inteligência são caracterizadas, entre outras coisas, pela sua capacidade de confrontar e avaliar objetos e abstracções (discernindo as suas relações e princípios subjacentes), pela grande habilidade para o raciocínio dedutivo e para a resolução de problemas matemáticos.

Define-se, ainda, pela apetência e competência na interpretação e na categorização dos factos e da informação, no cálculo e no raciocínio lógico.

Era predominante em indivíduos como Albert Einstein, Isaac Newton, Galileu Galilei, Antoine Lavoisier, Louis Pasteur, Niels Bohr ou Nikola Tesla.

• Linguística

Dentre os diferentes tipos de inteligência, este tem, como traços comuns, o especial gosto e domínio pelos idiomas, pelas palavras e pelo desejo indómito em explorá-los.

Este tipo de inteligência é predominante em poetas, escritores, e linguistas, como T. S. Eliot, Noam Chomsky, J. R. R. Tolkien ou Fernando Pessoa.

Musical

Caracteriza-se pela habilidade para identificar, compor e executar padrões musicais. Pode estar associada a outras inteligências, como a linguística, a espacial ou a corporal-cinestésica.

Este tipo de inteligência é predominante em compositores, maestros, músicos e críticos de música, como por exemplo Ludwig van Beethoven, Leonard Bernstein, John Coltrane, Mozart ou Paul McCartney.

Espacial

Compreender, com exactidão, o mundo visual e utilizar essa capacidade para transformar, modificar percepções e recriar experiências visuais, mesmo que sem estímulos físicos, são traços predominantes em arquitetos, artistas, escultores, cartógrafos, geógrafos, navegadores e jogadores de xadrez.

Michelangelo, Frank Lloyd Wright, Garry Kasparov, Oscar Niemeyer ou Marco Polo, são algumas das pessoas que personificaram este tipo de inteligência.

• Corporal-cinestésica

Este tipo de inteligência traduz-se na maior capacidade de controlar os movimentos do corpo.

É predominante entre atores, bailarinos e profissionais do desporto como por exemplo Cristiano Ronaldo, Messi, Marcel Marceau, Michael Jordan ou Eusébio.

• Intrapessoal

Segundo Gardner, este é o tipo de inteligência mais raro sob domínio do ser humano.

Está ligada à capacidade de neutralização dos vícios, entendimento de crenças, limites, preocupações, estilo de vida profissional, autocontrolo e domínio dos causadores de stress, por exemplo.

Esta inteligência permite, a quem a possua, identificar hábitos inconscientes e transformá-los em atitudes conscientes.

Foi predominante em indivíduos como Ernest Hemingway e Friedrich Nietzsche.

• Interpessoal

Caracterizada pela habilidade de entender as intenções, motivações e desejos dos outros. Numa palavra: empatia.

Encontra-se mais desenvolvida em políticos, religiosos e professores, como por exemplo Mahatma Gandhi ou John F. Kennedy.

• Naturalista

A sensibilidade para compreender e organizar os objetos, fenómenos e padrões da natureza, reconhecer e classificar plantas, animais, minerais, incluindo rochas e gramíneas e toda a variedade de fauna e flora são traços comuns a este tipo de inteligência.

São exemplos deste tipo de inteligência Charles Darwin, Rachel Carson ou Thomas Henry Huxley.

• Existencial

Traduz a capacidade de reflectir e ponderar sobre questões fundamentais da existência. Apesar de fazer parte desta lista, este tipo de inteligência ainda carece de maiores evidências.

É predominante entre líderes espirituais e filósofos como por exemplo Jean-Paul Sartre, Søren A. Kierkegaard ou Dalai Lama.


Like it? Share with your friends!