fbpx

Uma entrevista de emprego é um momento importante na vida de qualquer um de nós. É normal e difícil de controlar que o nervosismo se apodere de nós dias antes de nos sentarmos em frente ao recrutador, mas nada poderá perdoar falhas de preparação ou atitudes questionáveis durante a entrevista de emprego.

Para que possa agarrar o emprego, tenha em atenção estes pontos negativos que podem minar uma entrevista de emprego:

Pontos negativos a evitar durante uma entrevista de emprego

1. Responda sobre os seus defeitos apenas se perguntarem

Nunca tome a iniciativa de falar sobre os seus defeitos. Espere uma pergunta, mas não seja duro demais consigo, isto pode revelar ao entrevistador uma baixa auto-estima.

2. Subvalorizar e sobrevalorizar atributos são sempre pontos negativos

Quer se considere o melhor trabalhador à face da Terra ou entenda que os seus atributos não são nada de especial, são pontos que jogam contra si numa entrevista de emprego.

A melhor forma de atuar passa por explorar ligeiramente os pontos fortes e “maquilhar” os fracos.

3. Nunca fale negativamente de empresas onde trabalhou

Para todos os efeitos, as suas anteriores experiências laborais foram sempre oportunidades de aprendizagem. Nunca deve opinar negativamente sobre outra empresa ou colegas de anteriores empregos.

Se a pergunta for mais “insidiosa”, tente dar a volta ao texto falando de modo geral da sua experiência anterior. Isto, claro, se a sua experiência anterior for negativa.

4. Justificações para despedimentos anteriores

Aqui colocam-se dois casos bem distintos.

No primeiro, caso a razão do seu despedimento tenha estado relacionado com incompatibilidades com o chefe, relembre o ponto anterior e não revele demais.

Se, pelo contrário, na origem do despedimento esteve a falência da empresa ou cortes no pessoal, deve optar pela verdade.

5. Mexer no telemóvel

Qualquer atitude que demonstre que está distraído, desinteressado ou aborrecido durante a entrevista, como mexer no telemóvel, pode prejudicar o seu desempenho e causar estranheza no recrutador.

6. Muletas linguísticas

Cuidado com muletas linguísticas como “eu sei” que possam fazer o entrevistador tomá-lo por arrogante ou pretensioso. Auto-confiança q.b., sempre. Utilize um vocabulário positivo e equilibrado.

7. Não fazer uma preparação prévia

Conhece aquela sensação de não saber uma resposta num teste ou exame porque entendeu que aquela parte da matéria não era muito importante? Se conhece já sabe que isso, numa entrevista de emprego, também dá mau resultado.

Antes do dia da entrevista, procure informar-se sobre qual é a política de trabalho da empresa, qual a sua história, valores e background, assim como os principais mercados envolvidos e, caso faça sentido, ter uma ideia geral de quem é a concorrência.

8. Citar apenas pontos fracos

Já escrevia o poeta que não há derrota quando é firme o passo. Referir continuamente pontos negativos ou tentar sensibilizar o recrutador são atitudes que não atuam em seu favor. Lembre-se, valorize sempre o seu trabalho.

Falar sobre os pontos fracos numa entrevista: estratégia do saldo positivo

As entrevistas de emprego podem ser momentos de elevada tensão e nervosismo, por toda a pressão que temos em causar uma boa impressão no entrevistador e, consequentemente, conseguir o trabalho. É importante irmos bem preparados e parecermos relaxados e em controlo durante a entrevista.