fbpx

Antes que se pergunta o que é o teste TOEIC, nós poupamos-lhe uma ida ao Google e começamos por lhe dizer que este é o acrónimo para Test of English for International Communication e certifica internacionalmente a proficiência em língua inglesa.

O saber não ocupa lugar e abre-nos portas. Nada exemplifica melhor este adágio popular do que a aprendizagem de uma língua, especialmente do inglês.

Língua franca da era digital e dos negócios, o inglês é, por exemplo, uma ferramenta útil no estudo universitário (muitos livros de apoio não têm tradução para português), na apreensão das muito apreciadas séries “Netflix” e, num tom mais profissional, na capacidade de entrar no mercado do Turismo ou das Tecnologias da Informação, áreas em que o inglês assume-se como fator decisivo e eliminatório.

Como se percebe, ter inglês no currículo e um certificado que valide, nacional e internacionalmente, as nossas competências no domínio do inglês é fundamental. É aqui que entra o TOEIC.

O que é o TOEIC?

O TOEIC, ou Test of English for International Communication, é um método de avaliação da aprendizagem de inglês criado pelo ETS (Educational Testing Services), organização especializada em avaliações em inglês, que vai certificar internacionalmente a sua proficiência nessa língua.

Este teste é pago (varia entre 85 e 160 euros) e pode ser realizado em qualquer centro de testes autorizados quando você o assim entender, uma vez que qualquer cidadão se pode auto-propor para o realizar quando assim o desejar.

O processo de certificação do seu inglês via TOEIC divide-se em duas partes: “Escuta e Leitura” e “Falar e Escrever”. Na prática, isto corresponde a dois testes diferentes que podem ser realizados em dias diferentes e que contribuem para atestar a sua proficiência parcial, se apenas realizar um deles, ou total, se realizar os dois.

Esta independência entre conteúdos verifica-se ainda no caso de tirar uma má nota num dos testes. Caso isso aconteça, pode repetir essa parte apenas essa parte com o acréscimo do pagamento das taxas aplicáveis.

Acontece ainda que, por exemplo, se veja obrigado a ter um certificado de inglês para se poder candidatar a um trabalho, mas que para esse posto em específico apenas necessite de uma parte do TOEIC. Se isso acontecer pode apenas fazer uma das partes do teste.

Assim, as duas partes de que temos vindo a falar dividem-se em:

Escuta e Leitura: parte em que as suas capacidades de leitura e compreensão auditiva são colocadas à prova. Esta parte dura 120 minutos e nela terá que responder a 200 perguntas. A pontuação vai dos 10 aos 990.

Falar e Escrever: é a parte em que a sua capacidade de expressão oral e escrita é avaliada, e é feita com recurso a um computador e fones/auscultadores.

As suas respostas na parte de comunicação orla serão gravadas e, posteriormente, corrigidas. Esta parte do teste TOEIC dura 80 minutos e é composto por 19 perguntas. A pontuação vai dos 0 aos 400.

Qua é o prazo do certificado TOEIC?

Em função da pontuação que obtiver, ser-lhe-á atribuída uma classificação entre A1 e C1, em que C1 é a mais alta e o certificado respetivo. Este certificado tem um prazo de validade de 2 anos e pode ser modificado se, entretanto, melhorar a sua proficiência e esta for validada por um novo teste TOEIC.

Por norma, os resultados são publicados entre 7 a 15 dias após terminar o exame e já os poderá incluir no seu currículo.

Dicas para se preparar para um teste TOEIC

O nível do seu inglês é fator determinante na preparação para um teste TOEIC, contudo, há que ter método e tempo.

Dois meses (oito semanas) podem ser suficientes se conseguir tirar passar de três ou quatro horas por semana para se dedicar ao estudo do inglês, seja a solo ou com a o auxílio dos centros de línguas espalhados pelo país que disponibilizam este teste.

Caso opte por um estudo solitário, pode começar com cursos de aprendizagem online como o Capman ou o Aprendum. Procure, igualmente, um dos muitos testes online gratuitos para exercitar e ir avaliando a sua progressão no estudo.

Exercite o seu ouvido com filmes, séries e outros recursos que encontra nas principais plataformas de streaming, como Netflix ou HBO. Para testar ainda mais os seus limites e habituar-se à fonia inglesa, procure ver filmes ou séries sem legendagem.

Quanto à leitura, procure ler noticias de jornais em língua inglesa ou procurar ler um livro escrito em inglês.