fbpx

Longe vão os tempos em que a única coisa com que uma empresa se preocupava era em produzir e vender. Apesar do lucro continuar a ser, obviamente, o objetivo, as empresas perceberam que fatores como a motivação dos trabalhadores e a responsabilidade para com a comunidade onde se inserem são importantes para atingir o sucesso.

Entre as várias estratégias adoptadas, o voluntariado corporativo está a ganhar terreno às demais. Para além de promover um bom ambiente de trabalho e reforçar o espírito de grupo (team building) entre os trabalhadores, o voluntariado corporativo permite à empresa envolver-se na comunidade ajudando-a a ultrapassar dificuldades ou a colmatar necessidades.

Vantagens do voluntariado corporativo para os trabalhadores da empresa

  • Aumento e a melhoria das relações interpessoais;
  • Consciencialização de uma outra perspectiva da função do trabalho quotidiano;
  • Conhecimento de novas realidades sociais;
  • Satisfação e motivação pessoais;
  • Incremento da auto-estima;
  • Estímulo da criatividade;
  • Desenvolvimento de interesses pessoais;
  • Desenvolvimento e colocação em prática de novas capacidades

Como criar um programa de voluntariado na sua empresa?

Desde a criação de programas de voluntariado de raiz dentro da empresa ao estabelecimento de parcerias com organizações externas, as opções são muitas e variadas.

Contudo, antes de se partir para a elaboração de um projecto de voluntariado empresarial, torna-se necessário, em primeiro lugar, ter em identidade cultural de cada organização, a sua área de actividade, estratégia e forma de actuação.

De uma forma geral, para que seja implementada um programa de voluntariado na sua estrutura, a empresa deve:

  • Analisar a missão, visão, valores, prioridades institucionais e acções de responsabilidade social da empresa e definir os objectivos a que se propõe com a elaboração de um programa de voluntariado.
  • Reunir uma equipa de trabalho e promover encontros entre esta e os trabalhadores para a criação de um plano de acção.
  • Operacionalizar todo o processo definindo quais os recursos que serão necessários à sua implementação.
  • Levantamento da experiência e potencialidades dos trabalhadores da empresa no campo do voluntariado com vista a perceber qual a disponibilidade e formas de contribuição de cada um deles.
  • Identificar as necessidades da comunidade ou de uma dada instituição. Analisar se existem vantagens em a empresa trabalhar em parceria com uma outra organização de voluntariado ou prosseguir “a solo”.
  • Definir um gestor do programa de voluntariado (funcionário da empresa que acumule funções ou contratação especifica) e colocar em prática o projeto.
  • Depois de colocado em marcha, a empresa deve esforçar-se por valorizar e reconhecer a acção de todos os colaboradores envolvidos. Este é um ponto-chave para o sucesso do projeto.

Exemplos de ações de voluntariado corporativo

Implementação do Dia de voluntariado

A empresa define um dia por ano para uma ação de voluntariado, como forma de promover o envolvimento dos trabalhadores em causas sociais. Além de beneficiar a comunidade local, pode funcionar como motivação dos funcionários e ainda contribuir para a perceção de uma identidade global, de grande família corporativa.

Ações pontuais

Estas campanhas de voluntariado pontuais consistem, por exemplo, na recolha de alimentos ou vestuário para distribuir numa associação local. Além dos trabalhadores, podem participar amigos e familiares.

Cedência de trabalhadores para serviço social

Nesta modalidade de voluntariado corporativo, os trabalhadores mantêm o vínculo laboral à empresa e continuam a receber o seu salário, mas o local de trabalho, durante um período de tempo específico, será numa organização que faça trabalho social (Cruz Vermelha, Banco Alimentar, etc.).

Ações solidárias diretas na comunidade

Já é usual verem-se empresas a ajudarem na limpeza de matas ou praias, na pintura de paredes ou na visita a hospitais. Estas iniciativas pressupõem a realização de tarefas que as pessoas não estão habituadas a realizar no dia-a-dia.

Contribuições e Donativos

Oferecer equipamentos informáticos, descontos na compra de material, de serviços ou de produtos comercializados pela empresa, fazer doações de sangue, roupas, livros ou brinquedos e ações de angariação de fundos são algo já bastante frequente nesta modalidade voluntariado corporativo.

Para além das ofertas e doações, a empresa pode ainda ceder equipamentos/instalações ou fazer uma contribuição financeira direta a uma associação ou causa.